poeSIA

Palavras difíceis quando busco e não encontro-as

Respostas serenas que não se veem
Quadros  reais do tempo surgem sem parar
Perco-me numa celeridade sem tamanho
Procuro estabilizar-me de repente.

Questiono o andar do vento
Dialogo com as folhas caídas à procura de abrigo.
Contemplo a sabedoria que vem do alto
Sabedoria que não murcha facilmente
Atitudes de quem olha a vida através dos outros.
Nesse vai e vem de perguntas 
Nesse vai e vem de palavras

Sou uma gota arriscando entrar no oceano.
                                                             Robson Silva
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s