O FIM DE UM NOVO COMEÇO

Brincando
com as palavras

Vou
tecendo mais um texto de reflexão

Faço
das palavras sempre um ponto de ancoragem

Dialogo,
escolho, penso e escrevo.

Não
se esgota o pensamento

Para
rever uma nova ideia.

Mais
um ciclo que se fecha e outro que se abre.

O
calendário esgota mais um ciclo e inicia outro com o mesmo sol de agora.  

Os
exames mentais estão fervendo, o sentimento geral é de alegria e um pouco de
liberdade.

O que
ganhamos? Um acréscimo biológico dos nossos dias de vida.

E algo
mais, experiências que se não esvaem facilmente.

 Tanto correria, caçada implacável nesse mundo
de pessoas de olhos de metal ou de aço.

Tudo
é transformado em coisa coisificada.

Mas
ainda existe o amor disfarçado mendigando em portas e portas.

Sensações
provisórias, dores varridas

Estatísticas
desvairadas, ousadas.

Outro
ciclo é marcado no calendário

Os
acréscimos biológicos continuarão

Um
novo olhar… Não sei, talvez

Uma
nova vida… Não sei, é possível.

Meus
passos dialógicos com as palavras, sim

Minha
reflexão necessária neste mundo.

Tudo
não é a mesma coisa, houve mudança

Com
esperança num sonho de criança.

  

Robson Junior