DELÍRIOS VERBAIS- Parte I


Saber
lidar com as situações que saltam de mansinho de lugares desconhecidos é
conhecer sua força interior que vive gritando para ser vista.

Na
ponta da nau nas águas da vida estão várias oportunidades estancadas que olham pra
lado nenhum, delírios e indecisões.

Os
caminhos de diversas situações que surgem são apenas vias escuras reinventadas
para o nada. Chega quem pode estar na subida duvidosa da estrada criada sem saber
por quem.

Muita
ilusão, disfarce sugerido que contempla risos forçados na multidão, multidão
enganada, ensopada de ventos flagelados e sem cor.

Sede
na sede sem teto, cobertura nua e atrofiada.

                                                                                    Robson Junior