Poesia inacabada

“no poetar do poeta,como no pensar do filósofo instaura-se um mundo’

Martin Heiddegger 

A poesia é o meu descanso

Que alcanço em menor distância

Dentro do tempo busco encontrar

Respostas diárias amarradas em mim

Que se confundem debaixo dos meus olhos

 Respostas naufragadas no medo

 

Minha vida não é um copo descartável

Que é aproveitado em qualquer circunstância

Sou apenas eu e mais ninguém

Sou eu: o perseguidor de respostas.

Não me defino, me vejo.

 

Observo o mundo, as pessoas, os movimentos,

Os cheiros, a natureza em conflito.

As respostas não aparecem, as perguntas imperam.

As águas da história dissolvem-se

Meu corpo treme e o coração sente.

 

               Robson Jr. Poesia incompleta.Chapadinha, 02-06-10