Amor sofrido

Palavra sentida, cantada

Não vivida, não calada

Paixões e confusões meladas de tristeza e dor

Nostalgia de infância

Relações dependentes e submissas

Muitos chamam isso de amor

O que é o amor?

Conceitos mal dados, não traduzidos

Sentimentos escravos interpretados como amor.

O amor não é coisa definida, pronta, esclarecida

formatada e experimentada.

O amor é construído, reinventado e inventado

Vivido e idolatrado

Mas como vê-lo?

Onde encontrá-lo?

Como impedir o olhar equivocado sobre o amor que domina as pessoas?

Que imagem tenho do amor?

Imagem cega? Viva? Sobrenatural? Ou acomodada?

O amor nos oferece pontes largas para seguirmos

Desvia-nos de veredas inacabadas

Ele é o sangue que ferve em nossas veias

É o ar que respiramos

Seus pequenos raios e brilhos se espalham pelo céu

Somos a substância feita pelo o amor

O alimento que enaltece e fortalece o amor

Não podemos castrá-lo, banalizá-lo.

O amor quer viver, porque com ele viveremos

O amor não quer morrer, porque sem ele morreremos.

Robson Silva