Do meu lado nada me diz

Tudo mudo quieto

A não ser um barulho incessante do meu ventilador epilético

Estou buscando pensamentos voadores que passam sobre minha cabeça cansada.

Minhas pálpebras pesadas me expulsam do quarto de estudo para o trono do sono.

Mais um dia que se foi.

Os dias passam sempre, o tempo não pára

Minha epiderme amarga envelhece junto com o tempo passageiro, emudece, expressa-se.

Me sinto mais maduro

Mergulho num tempo longíquo de quando eu era criança: Nostalgia magnífica, fascinante, quase melancólica.

Todo dia é um novo re-começo de passagens curtas intensas, medidas calculadas

Construir é o ponto principal, principalmente no ponto certo de construir.

Robson Jr.