Mágoa sobrecarregada de mágoas, gente sorrindo sem dar risada , olhares para o nada , nada dito , nada visto , nada importa , eu tô vivo mas não vivo , mais quem se importa ? Protótipos e genéricos, tudo falso tão bem feito e nos fazendo acreditar em mentiras tão bem criadas por quem não sabe o que falar, gentilezas nem sempre são de graça, tudo tem um preço, tudo tem uma troca, e o que realmente toca não te toca mais, como o “amor” que é só mais uma palavra num dicionário de palavras sem sentido que você usa  que alguém criou, como “felicidade” desviando-se, enganando-se, afundando-se na tua própria ironia e como “verdade” que eles usam como “mentira” … A grande verdade é que tem muita gente vivendo por viver, escondendo sentimentos e não nos deixando ver, querendo gritar mais tudo o que fazem é se calar, sabendo que nada está bom do jeito que está, que tem de melhorar, as pessoas tem de se amar … Mas … Fecham-se as portas, a cara, o coração, limitam-se a se dar as mãos, abraços, palavras e ainda há quem diga que todos somos irmãos … As pessoas tem de se libertar e não viverem presas a vaidade de outras pessoas, a gente não vive a nossa vida e acaba vivendo a de um outro alguém, que muitas vezes nem você, nem eu sei quem é, a vaidade influencia e nos fazem mudar de opinião, de pensamento, tudo para agradar … Só viva a vida do jeito que você imagina, que você sonha, não viva a toa… Viva a sua vida!

Alexandre França

fonte: http://pensador.uol.com.br