NÃO

  1. Não se pode falar daquilo que não se conhece;
  2. Não se pode acreditar em tudo que se vê e/ou lê;
  3. Não se pode andar por aí sem pesquisa, desinformado, com atitudes de de ´Maria vai com as outras´.
Anúncios

4 comentários em “NÃO

  1. Salve professor Robson! Ótimo receber notícias suas! Confesso que concordo com as afirmativas do post, entretanto, algumas observações são importantes salientar. EXISTE ALGUÉM DONO DA VERDADE?..Pois bem, em função disto, é muito provável que todos nós falemos algo não condizente com a verdade. É neste momento que pessoas melhor informadas sobre o assunto, devem comentar a correção, e olha que não são poucas as “verdades” que merecem ser reavaliadas, hein! Será que os maiores pesquisadores da história não propagaram equívocos? E ainda assim, deixaram de ser renomados pesquisadores? Só vejo uma razão para termos vários homens, formigas, árvores, etc, no mundo: para se ajudarem mutuamente num processo de evolução e não de destruição mútua. A perfeição individualizada, NÃO EXISTE. Aliás esse é certamente a maior fragilidade dos nossos idiomas, e por cascata nossa estrutura neurolinguística segue sem se dar conta do abismo. Forte abraço professor Robson. Valeu!

  2. Olá, caro amigo Julio Pessanha. Ótimo ver/ler suas indagações. Obrigado pela leitura assídua no meu espaço/blog. O propósito semântico do post/texto foi de provocar, inquietar os leitores a rever as posturas cotidianas de muitas pessoas neste mundo contemporâneo. A inércia provocada pelo avanço tecnológico é de amedrontar. Banaliza-se o protagonismo. A busca do conhecimento. A leitura. Etc.
    Desejo que outros observem o post e comentem, assim como você sabiamente deu sua opinião, para que possamos continuar este debate. Abraço!

  3. Olá, professor! Adorei seu blog. Estou no quinto período de Letras, na habilitação de licenciatura em língua portuguesa, e tenho muito interesse na área de psicolinguística, pois posso elencar estudos da psicologia e linguísticos. Eu estou procurando algo em que posso pesquisar dentro dessa área, que una as duas áreas. Meu foco é em algo que posso contribuir para a educação, no ensino de língua portuguesa e ou em alfabetização. Você poderia me ajuda, se possível, a encontrar leituras nesse sentido que me ajude a achar algo específico para pesquisar. Muito obrigado.

    1. Olá Thiago. Desculpe a demora em responder. A Psicolinguística permite que você explore várias áreas relacionadas à/às linguagens (m). Você poderia abordar algo epsecífico à leitura. O processo de construção e os fatores que infleuneciam no desenvolvimento da aprendizagem e da capacidade leitora do indivíduo. Para isso, busque Antonio Marcuschi, Del Ré, Marcos Bagno, dentre outros. Abraço!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s